Ecossistemas do Brasil
Close

Not a member yet? Register now and get started.

lock and key

Sign in to your account.

Account Login

Forgot your password?

Ecossistemas do Brasil  // Exibindo posts da categoria Ecossistemas do Brasil

Fauna do manguezal

Os manguezais têm muito a oferecer. É um ecossistema muito importante para a subsistência dos moradores do litoral que vivem da pesca de caranguejos, camarões, peixes e moluscos.   Além de caranguejos como o uçá, o guaiamum e o aratu, outras espécies, como ostras e mexilhões, estão presentes nos manguezais e se alimentam, filtrando da […]

Ler mais...

Grupos de Cavernas

Cavernas primárias: são as que têm formação contemporânea à rocha que a abriga.Cavernas vulcânicas: em regiões com vulcanismo ativo, a lava escoa para a superfície através de um fluxo contínuo. À medida que o entorno do fluxo se resfria e solidifica, a lava continua escoando por canais, muitas vezes de vários quilômetros de extensão, chamados […]

Ler mais...

Pantanal

Reconhecida pela UNESCO como Patrimônio Natural Mundial e Reserva da Biosfera, no ano 2000, por ser uma das mais exuberantes e diversificadas reservas naturais da Terra, o Pantanal é um ecossistema de planície com cerca de 230 mil km², localizado entre o sul de Mato Grosso e o noroeste de Mato Grosso do Sul, 65% […]

Ler mais...

Pantanal fauna

A fauna pantaneira é muito rica, provavelmente a mais rica do planeta. Há 650 espécies de aves (no Brasil inteiro estão catalogadas cerca de 1800). A mais espetacular é a arara-azul-grande, uma espécie ameaçada de extinção. Há ainda tuiuiús (a ave símbolo do Pantanal), tucanos, periquitos, garças-brancas, jaburus, beija-flores (os menores chegam a pesar dois […]

Ler mais...

Pantanal flora

A vegetação pantaneira é um mosaico de três regiões distintas: amazônica, cerrado e chaco (paraguaio e boliviano). Durante a seca, os campos se tornam amarelados e não raro a temperatura desce a níveis abaixo de 0 ºC, influenciada pelos ventos que chegam do sul do continente. A vegetação do Pantanal não é homogênea e há […]

Ler mais...

Pantanal e as águas

Com constituição única no planeta, o Pantanal é resultado da separação do oceano há milhões de anos, formando o que se pode chamar de mar interior.   A planície é levemente ondulada, pontilhada por raras elevações isoladas, geralmente chamadas de serras e morros, e rica em depressões rasas. Seus limites são marcados por variados sistemas […]

Ler mais...

As Ilhas de Noronha

Ilha Rata: O nome é controvertido. Seria a “Rapta” dos livros antigos, a “Ilha dos Ratos” mencionada por Fr. André Thevet (em 1556). É a segunda em tamanho, com 6,8 Km², rochas escuras e paredões abruptos. Foi habitada por faroleiros e seus familiares, no tempo em que o seu farol de orientação precisava da manutenção […]

Ler mais...

Vegetação da Caatinga

A  vegetação do Bioma Caatinga é extremamente diversificada, incluindo, além das caatingas, vários outros ambiente associados. São reconhecidos 12 tipos diferentes de Caatingas, que chamam atenção especial pelos exemplos fascinantes de adaptações aos hábitats semi-áridos. Tal situação pode explicar, parcialmente, a grande diversidade de espécies vegetais, muitas das quais endêmicas ao bioma. Estima-se que pelo […]

Ler mais...

Geologia, Relevo e Solos da Caatinga

Geologicamente, a região é composta de vários tipos diferentes de rochas. Nas áreas de planície as rochas prevalecentes têm origem na era Cenozóica (do fim do período Terciário e início do período Quaternário), as quais se encontram cobertas por uma camada de solo bastante profunda, com afloramentos rochosos ocasionais, principalmente nas áreas mais altas que […]

Ler mais...

Clima e Hidrografia da Caatinga

Enquanto que as médias mensais de temperatura variam pouco na região, sendo mais afetadas pela altitude que por variações em insolação, as variações diárias de temperatura e umidade são bastante pronunciadas, tanto nas áreas de planície como nas regiões mais altas do planalto. No planalto, os afloramentos rochosos mais expostos, sujeitos à ação dos ventos […]

Ler mais...