Riscos de incêndio
Close

Not a member yet? Register now and get started.

lock and key

Sign in to your account.

Account Login

Forgot your password?

Riscos de incêndio

Os riscos de incêndio se devem a seca, ao aumento da exploração madeireira e as condições do solo. Nas áreas de alto risco de queimadas a ocorrência de água em uma profundidade de até cinco metros de solo é zero. Segundo o INPE (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), durante o período de junho a novembro, grande parte do país sofre com as queimadas, que se estendem praticamente por todas as regiões, com maior ou menor intensidade.


Principal causa dos incêndios florestais: A principal causa de incêndios na floresta tropical é a ação desordenada provocada pelo homem que, ao promover o desmatamento e utilizar o fogo de maneira desordenada, cria condições favoráveis para a ocorrência de grandes incêndios.

 

O fogo é normalmente empregado para a utilização da agropecuária. As queimadas são praticadas na preparação do solo para a agricultura, e a seca pode causar o alastramento do fogo em regiões mais secas. Além das áreas de pastagem, também são usadas para queima de resíduos. Trata-se de uma alternativa que se pensava eficiente, rápida e de custo relativamente baixo quando comparada a outras técnicas, porém que tem demonstrado o verdadeiro prejuízo de sua utilização.
 
Focos de calor: Qualquer temperatura registrada acima de 47ºC. Um foco de calor não é necessariamente um foco de fogo ou incêndio.


Queimadas: A queimada é uma antiga prática agropastoril ou florestal que utiliza o fogo para viabilizar a agricultura ou renovar pastagens.

 
Incêndio Florestal: É o fogo sem controle que incide sobre qualquer forma de vegetação, podendo tanto ser provocado pelo homem (intencional ou negligência), quanto por uma causa natural, como os raios solares, por exemplo.


As queimadas são autorizadas pelo Ibama sob critérios técnicos, como os aceiros, por exemplo, que impedem a propagação do fogo além dos limites estabelecidos. Ao receber a autorização para a queimada, o proprietário da área é instruído sobre a melhor maneira de executar o trabalho. O Ibama também distribui material educativo sobre as queimadas em regiões onde essa prática é usual. Em situações especiais, o Ibama pode proibir as queimadas, o que não impede que elas ocorram de forma ilegal, provocando muitas vezes incêndios florestais de proporções devastadoras.


Como surge o fogo:
Para ocorrer o fogo é necessário que um material combustível aumente sua temperatura devido ao calor, sendo indispensável a presença do ar. Produtos inflamáveis: papel, folhas, álcool, gasolina, tecidos, entre outros.
Fatores que afetam o comportamento do fogo
a) Relevo ou topografia do terreno: o fogo avança mais rápido morro acima, porque o ar quente tende a subir, secando os combustíveis que encontra e preparando o terreno para o fogo se alastrar mais depressa.

b) Tipo de Material Combustível: combustíveis ligeiros como ervas, folhas e ramos são mais fáceis de queimar;combustíveis médios ou pesados como troncos, galhos e raízes queimam mais devagar; combustíveis verdes como plantas vivas queimam com muita facilidade.


c) Condições Climáticas: o ar seco faz com que a combustão seja mais rápida; o vento aumenta a velocidade do fogo.


O que é proibido?



  • fazer queimadas a menos de 15 metros dos limites das faixas de segurança das linhas de transmissão e distribuição de energia elétrica;


  • em uma faixa de 100 metros ao redor da área de domínio de subestação de energia elétrica;


  • em uma faixa de 50 metros ao redor de unidades de conservação;


  • em uma faixa de 15 metros de cada lado de rodovias estaduais e federais e de ferrovias.  

 

Share and Enjoy:
  • Print
  • Digg
  • StumbleUpon
  • del.icio.us
  • Facebook
  • Yahoo! Buzz
  • Twitter
  • Google Bookmarks

Comente este artigo