É definitivo: nada de mais pesquisas com animais em São Paulo
Close

Not a member yet? Register now and get started.

lock and key

Sign in to your account.

Account Login

Forgot your password?

É definitivo: nada de mais pesquisas com animais em São Paulo

Destaque | Comentários desativados

Governador sancionou hoje projeto que impede a utilização de animais, mas somente em testes nas indústrias de cosméticos e perfumes. Estado é o 1º do país a adotar medida. Infelizmente ainda não prevê o veto ao uso de animais para o desenvolvimento de remédios.

O PL 777/2013 foi aprovado em plenário da Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp) e aguardava apenas a sanção do governador para entrar em vigor. (Veja a íntegra no fim da matéria). 

O texto prevê multa de 50 mil UFESP’s, por animal, para a instituição e estabelecimento de pesquisa que descumprir a lei, o que representa aproximadamente R$ 1 milhão. Entre as justificativas do projeto está o fato de que já existem órgãos no Brasil criados para atuar no desenvolvimento de métodos alternativos ao uso de animais. Aliás, esta é uma tendência global. 

O governador se encontrou com representantes de grupos de defesa animal e com a indústria do setor de cosméticos e higiene pessoal. Na ocasião, o governador indicou que poderia não aprovar o texto, ao dar a entender que o assunto caberia à esfera federal.

“Essa é uma matéria estadual ou é uma matéria nacional? Pode o estado legislar? A rigor, quem hoje regra é a Anvisa, que é um órgão do governo federal”, disse após a reunião. Dias depois afirmou que a decisão de promulgar a lei foi feita após a realização de “estudos aprofundados”, que levaram em conta a opinião de “todos envolvidos no setor”.

A discussão sobre a realização de testes em animais ganhou força após a invasão do Instituto Royal, em São Roque (SP), em outubro de 2013 quando ativistas retiraram cerca de 170 cães da raça beagle, vítimas de maus tratos, utilizados em testes de medicamentos.

Baseado em: http://exame.abril.com.br

Share and Enjoy:
  • Print
  • Digg
  • StumbleUpon
  • del.icio.us
  • Facebook
  • Yahoo! Buzz
  • Twitter
  • Google Bookmarks