Mais de 450 mil litros de óleo coletados
Close

Not a member yet? Register now and get started.

lock and key

Sign in to your account.

Account Login

Forgot your password?

Mais de 450 mil litros de óleo coletados

Destaque, Notícias | Comentários desativados

O Projeto RENOVE – coleta e reciclagem de óleo de cozinha – já evitou o despejo de mais de 450 mil litros de óleo vegetal no rio Tietê.

O rio Tietê é o maior patrimônio natural de São Paulo e também o principal destino dos esgotos domésticos e industriais do estado. Diminuir a poluição de óleo em suas águas é um importante salto de qualidade. Este é o compromisso do Projeto Renove. Realizado desde 2011, o projeto já possibilitou a coleta de mais de 450 mil litros de óleo vegetal, encaminhando o resíduo para a produção de tintas, vernizes e biodiesel, e conquistando assim, um resultado tão ou mais significativo, o envolvimento direto de cerca de 15 mil moradores da região do Alto Tietê, neste esforço.

O projeto existe para minimizar a poluição, mas também para ampliar o compromisso da comunidade na gestão das águas, que é fundamental para a despoluição. “A ideia é atingir cada vez mais pessoas, pois no caso do óleo de cozinha, não adianta instalar os Eco-Postos se as pessoas não se envolverem no projeto, precisam separar o material e levá-lo a um Eco-Posto do projeto. O tema funciona como uma alavanca para mudança de comportamento, pois quem separa o óleo de cozinha, começa naturalmente a se preocupar com os resíduos de forma geral”, explica Adriana Bravim, diretora executiva da Bio-Bras.

A equipe de educação ambiental do projeto orientou as pessoas de porta em porta em bairros escolhidos de 10 municípios do Alto Tietê Cabeceiras, para a instalação dos primeiros 250 pontos de coleta na região. Hoje são mais de 450 já instalados em escolas, supermercados, igrejas, bares e restaurantes. Esses parceiros garantem o sucesso da iniciativa, participando espontaneamente do trabalho que visa o ideal de despoluição do rio.

Não é pouco, se pensarmos que 1 litro de óleo pode poluir até 25 mil litros de água, ou o equivalente a 10 quilômetros quadrados de uma camada que se forma na água, impedindo que a oxigenação da água e levando à morte toda a vida aquática. Se cada residência descarta em média meio litro de óleo por mês, segundo a Organização Mundial da Saúde, quantos milhões de litros são jogados nas pias e acabam nos rios? Este é um dos motivos da poluição que vemos.

Somente na sub-bacia do Alto Tietê Cabeceiras são 325 mil litros de óleo por mês, que equivalem à poluição de 125 bilhões de litros d’água em um ano. Tão grave quanto isto é o outro impacto, o da poluição do ar, já que a decomposição do óleo produz gás metano, 20 vezes mais nocivo que o gás carbônico, tanto por seu potencial no aquecimento global como pela não existência de sumidouros naturais para o este tipo de gás.

É assim que as ações de reciclagem do óleo deixam de ser uma simples atitude pessoal e de solução local, para ser um serviço global, que repercute na qualidade de vida de todo o planeta.

Desde 1997, a Bio-Bras atua com projetos e programas para que cada cidadão faça sua parte da conservação ambiental e, entre outras ações, levou a voz e as experiências da região do Alto Tietê Cabeceiras para fóruns internacionais e globais, como a Rio+10, a Rio+20 e o Fórum Social Mundial, além de eventos regionais e estaduais.

Por Heloísa Bio.

Participe!

Consulte: www.biobras.org.br/renove

Share and Enjoy:
  • Print
  • Digg
  • StumbleUpon
  • del.icio.us
  • Facebook
  • Yahoo! Buzz
  • Twitter
  • Google Bookmarks