Perguntas sobre a água
Close

Not a member yet? Register now and get started.

lock and key

Sign in to your account.

Account Login

Forgot your password?

Perguntas sobre a água

PORQUE É QUE A ÁGUA, ÀS VEZES, SAI BARRENTA DA TORNEIRA?

Quando há roturas na rede de distribuição, é preciso cortar a água, cavar a terra em volta do cano partido e substituí-lo. Como é natural, os canos ficam abertos e entra terra para dentro deles. Quando já está tudo fechado de novo, lavam-se os canos, abrindo por exemplo uma boca-de-incêndio e deixando sair a água suja. No entanto, às vezes fica ainda alguma água com terra, mas muito pouca e é essa que às vezes pode sair nas torneiras. Por isso, o melhor é deixar correr alguma água até ela ficar com um aspecto normal.

PORQUE É QUE A ÁGUA, ÀS VEZES, SAI BRANCA DA TORNEIRA?

Quando há falta de água ou roturas como já explicámos antes, os canos ficam sem água, e no lugar dela fica ar. Quando tudo volta ao normal, a água volta com muita pressão e a maior parte do ar sai da rede através de dispositivos especiais. Mas uma vez mais, pode ficar alguma dentro dos canos. Parte deste ar pode sair de uma torneira e parte pode dissolver-se na água. É este ar dissolvido que quando se liberta da água, forma bolhas muito pequenas que dão aquele aspecto à água. Se reparares, essa água colocada num copo começa a ficar límpida de baixo para cima e consegue-se ouvir o som das bolhas a rebentar na superfície. Só o aspecto desta água é que é estranho. Não faz mal consumi-la e passado algum tempo, já sai normalmente da torneira.

PORQUE É QUE A ÁGUA, ÀS VEZES, CHEIRA A LIXÍVIA?

A água que chega às torneiras tem que estar desinfectada, para não conter microorganismos que podem pôr em risco a nossa saúde. Um dos desinfectantes mais utilizados é a lixívia, em pequenas quantidades. Quando surgem situações em que a água pode ficar suja, como por exemplo as roturas, aumenta-se a quantidade de desinfectante, para garantir que mesmo barrenta ou com ar, a água chega desinfectada às torneiras. É nestas situações que a água cheira a lixívia, mas pode ser consumida sem risco.

Fonte: www.aguasdecascais.pt

Share and Enjoy:
  • Print
  • Digg
  • StumbleUpon
  • del.icio.us
  • Facebook
  • Yahoo! Buzz
  • Twitter
  • Google Bookmarks

Comente este artigo